Você tomou um pé na bunda?

AMOR

Rá rá rá! Desculpe, foi mal.

“O melhor que você tem a fazer é me odiar.”

Foi isso que eu li.

Foi isso que fiz, mesmo involuntariamente: eu sempre odeio quem me deixa, mesmo que ainda o ame. Ou nunca tenha amado.

Não há como ser morno no fim do que, um dia, chamamos de amor: mulheres soluçam publicamente, homens choramingam para os amigos depois do porre, mas todos sofrem.

No meio da festa ou trancado no banheiro.

Não importa:

  • O negócio é que pé na bunda dói (…),
  • (…) pé na bunda dói pra burro – na testa (algumas vezes),
  • Na carne (a maioria) e
  • Na alma (quando foi muito especial) -, mas sara.

#SEMPRE#


Ailin Aleixo

(http://krollstos.blogspot.com/)

Anúncios

Sobre CASSIARN

"Tenho um coração maior do que eu, nunca sei minha altura, tenho o tamanho de um sonho. E o sonho escreve a minha vida que às vezes eu risco, rabisco, embolo e jogo debaixo da cama (pra descansar a alma e dormir sossegada). ."(..)" Certas coisas não se explicam. Não existem palavras que as descrevam ou soluções que as resolva. Sentimentos, gestos, sonhos e sorrisos. A alma entende e a boca cala. (Fernanda Mello)
Esse post foi publicado em AMIGOS, AMOR, AROMAS, ARTE, BRASIL, CN, Coisas, COMPORTAMENTO, CULTURA, DIVERSÃO, DIVERSSÃO, FAMILIA, , Fofas, IGREDIENTES, INDICO, MENINAS, MENINOS, PADRES, PAZ, PENSAR, Reality, SAUDADE, Show e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s